Categories

Explosive Violence Monitor report translationsPortuguês 🇵🇹🇧🇷

Censo de Violência Explosiva em 2014

2014

Em 2014 o número de baixas civis teve incremento de 5% e o número de incidentes que envolveram armas explosivas aumentou em 11% comparado com 2013.

  • AOAV registrou 41,847 baixas (pessoas mortas ou feridas) resultantes das armas explosivas em 2,702 incidentes durante 2014. Em 2013, AOAV registrou 37,809 baixas em 2,430 incidentes.
  • Baixas civis aumentou 5% em 2014 para 2013. É ou terceiro ano consecutivo no qual baixas civis resultantes da violência explosiva tiveram incremento.
  • Das baixas registradas durante 2014, 78% eram civis (32,662 civis mortos e feridos)
  • Em 2014 a maioridade de baixas civis aconteceram em Iraque, na Síria, na Faixa de Gaza e na Nigéria.
  • Se registraram mais de 10,000 baixas civis resultantes das armas explosivas em Iraque por o segundo ano consecutivo.
  • Em 2014 sete países e territórios tiveram mais de 1,000 civis mortos ou feridos. Em 2013 foram só cinco países.
  • As maiores incrementos em baixas civis resultantes das armas explosivas ocorreram na Faixa de Gaza, Ucrânia e Nigéria.
  • Se documentaram incidentes em 58 países e territórios pelo mundo.
  • Em 2014 o número de baixas civis resultantes das armas explosivas lançadas do ar quase triplicou de 2013.
  • -Durante 2014 o uso das armas explosivas pelo estado aumento significativamente. Em muitos casos não se pode determinar responsabilidade, no entanto nos casos documentados o estado causo 28% das baixas civis registradas em 2014, um crescimento de 11% em comparação com 2013.

Areas Povoadas

  • Durante 2014, se relatou que 92% das baixas nas áreas povoadas eram civis. Em comparação com 34% em outros lugares.
  • A média, cada utilização de armas explosivas em áreas povoadas matou ou feriu 16 pessoas. Em outras áreas a figura média foi quatro.
  • Em 2014, as baixas civis resultantes de ataques nas feiras e mercados tiveram incremento de 15% para 2013 (4,245 vítimas em total).
  • -Em 2014, se documentaram crianças vítimas de armas explosivas em 28 países e territórios.

Tipas de Armas Explosivas

Armas explosivas lançadas do ar

  • Armas explosivas lançadas do ar foram responsáveis por 18% das baixas civis documentadas (5,868 civis mortas e feridas).
  • Em 2014, as baixas civis resultantes das armas aéreas explosivas quase triplicou de 2,012 mortas e ferimentos em 2013.
  • Aconteceram baixas em 17 países e territórios durante 2014. Quase metade (43%) das baixas civis resultantes das armas explosivas lançadas do ar ocorreram na Síria, e 35% ocorreram na Faixa de Gaza.
  • Durante 2014, AOAV registrou quase o dobro de baixas civis resultantes das bombas de barriles comparado com 2013.
  • Armas explosivas lançadas da terra 
  • Armas explosivas lançadas da terra foram responsáveis por 8,088 baixas civis em 2014 (25% do total contabilizado)
  • 90% das baixas eram civis, uma maior proporção do que nos ataques IED (85%), e ataques aéreos (61%).
  • Granadas de morteiro mataram ou feriram 3,000 pessoas em 15 países. Um crescimento de 53% comparado com 2013.
  • Na Ucrânia, em média seis civis morreram em cada ataque de lança-foguetes múltiplas.

IEDs (Artefatos Explosivos Improvisados)

  • -IEDs foram responsáveis por 17,098 baixas civis durante 2014, 52% do total.
  • -85% das pessoas mortas ou feridas por IEDs eram civis.
  • -Houve uma redução de 26% no número das baixas civis resultantes dos IEDs comparado com 2013 (desceu de 22,829 para 17,098).
  • Três dos cinco ataques IED mais mortíferos do 2014 aconteceram na Nigéria.