Categories

Explosive Violence Monitor report translationsPortuguês 🇵🇹🇧🇷

Censo de Violência Explosiva em 2018

Resultados Principais

Resumo

  • Quando foram usadas armas explosivas em áreas povoadas, 90% das pessoas mortas e feridas eram civis. Isso se compara a 20% em outras áreas.
  • No total, 20.384 civis foram mortos e feridos em áreas povoadas.
  • AOAV registrou 32.110 mortes e ferimentos por causa das armas explosivas em 3.461 incidentes durante 2018. Destes, 22.342 eram civis – 70%.
  • No total, 16.535 pessoas foram mortas (das quais 9.621 eram civis) e 15.575 ficaram feridas (das quais 12.721 eram civis) por causa das armas explosivas a nível global. Significa que 58% das pessoas mortas e 82% das pessoas feridas por violência explosiva eram civis.
  • Mortes civis e feridos em áreas povoadas representaram 91% de todos os ferimentos y mortes reportadas dos civis.
  • A nível global, o uso de violência explosiva pelo estado causou 15.654 mortes e ferimentos em 2018. Destes 64%, 10.040 eram civis.
  • O uso de armas explosivas pelo estado (10.040) causou quase tantas mortes e ferimentos de civis quanto o uso pelos agentes não estatais (10.716).
  • As mortes e ferimentos civis causados pela violência explosiva reduziu 30% no ano passado, em comparação com o ano anterior. Significa que este é o segundo ano consecutivo em que o AOAV registrou uma redução nas baixas civis.
  • Incidentes causados ​​por dispositivos explosivos improvisados ​​(IEDs) mataram e feriram mais civis do que qualquer outro tipo de arma. Os IEDs foram responsáveis ​​por pelo menos 42% de todas as vítimas civis de violência explosiva em 2018. Armas explosivas de lançamento aéreo foram responsáveis ​​por 32% de todas as mortes e ferimentos de civis. Armas explosivas lançadas do terreno foram responsáveis ​​por 15%. Os restantes 11% foram causados ​​por incidentes que utilizaram múltiplos tipos de armas explosivas (9%), minas (1%), explosivos lançados navais (<1%) e aqueles registados com um método de lançamento desconhecido (<1%).
  • Síria, Afeganistão, Iêmen, Iraque e Paquistão registraram o maior número de mortes e ferimentos de civis em 2018, com 9.587, 4.260, 1.807, 1.508 e 1.215 vítimas civis, respectivamente.
  • Apesar da redução nas mortes e ferimentos, a Síria registrou mais de 12.000 mortes e ferimentos somente por causa da violência explosiva em 2018 de acordo com AOAV – 80% eram civis.
  • Alguns dos países mais afetados tiveram um aumento significativo nas mortes e ferimentos de civis como resultado de armas explosivas em comparação com o ano anterior: Afeganistão, Iêmen, Índia e Líbia.
  • Sete países e territórios registraram mais de 500 mortes e ferimentos de civis em 2018.
  • Incidentes foram registrados em 64 países e territórios a nível global; mais cinco locais do que em 2017.